O Kotlin veio para mudar a criação de Apps  para Android

A Google anunciou que a linguagem de programação Kotlin agora é oficial para o desenvolvimento de aplicativos Android. A empresa divulgou também que os programadores passam a ter suporte para o Kotlin no Android Studio. Tudo de uma vez só, não é mesmo?! Mas vamos entender outros fatores…

Esse assunto já era comentado por muitos desenvolvedores e a novidade gerou muitas dúvidas nas comunidades. A ideia, segundo Google, é que a linguagem de programação Kotlin possa simplificar o desenvolvimento de aplicativos.  Porém, a dúvida que paira no ar é: Qual o caminho certo a seguir neste momento? Deixo de estudar o Java para me especializar em Kotlin?

Neste post, vamos destacar as diferenças entre o Kotlin e Java assim como os ganhos/perdas ao desenvolver com essa nova linguagem. O que muda? E qual será o futuro da programação para aplicativos Android?

 

O que é a linguagem de programação Kotlin?

O Kotlin é uma linguagem de programação para aplicativos Android desenvolvida pela JetBrains. Suas características são similares ao Java e suas bibliotecas também podem ser aplicadas sem dificuldades de entender os códigos.

Além disso, a linguagem Kotlin é expressiva e estaticamente tipada, ou seja, é possível escrever muito com menos.

Algumas das principais características do Kotlin que destacam seus pontos positivos:

  • Expressiva: O Kotlin é uma linguagem expressiva, ou seja, possui um código mais conciso e mais simples de entender.
  • onde é possível escrever mais com menos informações. O que muda muito a estrutura dos códigos.
  • Segura: A linguagem permite validar valores nulos (null) em tempo real de forma segura a fim de evitar exceções durante a execução.  A linguagem valida variações atribuições de valores nulos (null) no processo de compilação do código.
  • Funcional: Muito similar ao Java, é também uma linguagem orientada a objetos, que possui características funcionais.
  • Funções de extensão: Por ser uma linguagem mais simples e com features modernas, o Kotlin permite estender funcionalidades de outras classes sem necessidade de declarar herança.
  • Interoperável: É possível usar as bibliotecas e códigos em Java para criar projetos no Kotlin. Isso facilita a vida dos programadores que agora trabalham com a nova linguagem para aplicativos Android.

Há um número grande de aplicativos Android que já foram desenvolvidos a partir da linguagem Kotlin, como: Evernote, Pinterest, Netflix, WordPress e mais de 500 Apps.

 

O que muda entre a linguagem Kotlin e o Java?

Inicialmente, falamos dos comentários que circulam pelas comunidades de desenvolvedores e programadores. O assunto em destaque é quanto à comparação do Kotlin para o Java. Linguagens que atendem para o desenvolvimento de aplicativos Android.

Ambas possuem características parecidas, mas há pontos que devem ser analisados à priori. Ou seja, não é necessário deixar de estudar um para investir tempo em outra linguagem. Porém, o recomendável é entender o que muda de um para o outro.

Curva de aprendizado entre o Kotlin e o Java

A curva de aprendizado para quem usa o Java e pretende trabalhar com o Kotlin é baixa. As linguagens têm características parecidas e qualquer desenvolvedor consegue aprender facilmente.

O mesmo para programadores em C#, que também não encontram muitas dificuldades para entender a linguagem.  

Suporte de Apps no Android Studio

A Android Studio oferece suporte para o Kotlin também – assim como para o Java -, onde foi desenvolvida pela IntelliJ, construída também pela JetBrains. Neste caso, o suporte permite entender a biblioteca de ambas linguagens, que se aplicam tanto para Kotlin como para Java.

 

Vantagens ao programar pela linguagem Kotlin

A linguagem de programação Kotlin é estruturada a partir de um conjunto de recursos. Alguns deles não estão disponíveis no Java, o que mostra aspectos diferentes entre as linguagens.

  • Proteção Null Safety
  • Funções estendidas
  • Lambdas
  • Classe de Dados
  • Imutabilidade
  • Co-rotinas

Por outro lado, há algumas desvantagens que favorecem a linguagem Java, como tamanho do arquivo do Kotlin, por exemplo. Por possui uma biblioteca própria, o arquivo acaba sendo muito maior quando comparado ao Java.

Outra grande desvantagem é que o Kotlin é muito mais lento quando usamos o Gradle.

 

O futuro para desenvolvedores Android ao usar o Kotlin

O futuro para a programação de aplicativos Android ainda é muito incerto, pois ainda o Java é a linguagem mais utilizada. Todavia, o Kotlin aos poucos se destaca por oferecer uma maneira simples de escrever códigos.  

Programadores e desenvolvedores persistem em discutir nas comunidades a evolução da linguagem no Android Studio. Porém, podemos acreditar que a maioria dos aplicativos será desenvolvida apenas com o Kotlin?

De qualquer maneira, é importante ficarmos atentos a essas mudanças. Não precisamos entrar em desespero, pois é fato que isso não vai acontecer da noite para o dia. Por isso, o recomendado é estudar e entender o Kotlin de forma simplificada, pois, se essa transição ocorrer, tudo será natural.  

Leia também: Facebook F8 [2018]

– – – – – – – – – – –

Diz aí o que achou deste artigo… Se possível, compartilhe com seus amigos ou liste novas sugestões para gente. Amamos a tecnologia também!

Siga-nos nas redes sociais. 😉