Boas práticas de otimização SEO On-Page

Qual a importância da otimização SEO On-Page? Como sua empresa avalia essa questão para atingir novos resultados sem investir em links patrocinados (mídia paga)?

Falamos em diversos artigos sobre o valor das estratégias de Marketing Digital focadas em resultados. Ainda, neste mesmo contexto, lembramos o quanto é importante dosar nossos investimentos e esforços para analisar o que está dando certo ou errado. Todavia, às vezes não imaginamos que simples técnicas de otimização SEO podem fazer muita diferença.

Vamos apresentar neste post boas práticas de otimização SEO On-Page. Além disso, queremos mostrar que tais técnicas podem posicionar sua empresa e gerar resultados a partir de caminhos alternativos.

 

Vamos entender o que é SEO?

O SEO (Search Engine Optimization) não é mais um termo desconhecido quando o assunto é Marketing Digital. É comum até que empresas dedicam parte de sua verba para investir na otimização de seus sites para os motores de buscas de forma orgânica.

Vamos lembrar o que é SEO: Trata-se de um conjunto de técnicas para otimizar sites, blogs e/ou páginas. Hoje, o Google é o principal mecanismo de buscas e apresenta seus resultados entre orgânicos e mídia paga (links patrocinados).

Um fato interessante nisso é que mais de 90% das pessoas que acessam o Google para fazer buscas, optam por clicar em resultados orgânicos. Tudo isso porque acreditam que as informações possuem um peso maior de relevância. Agora, perguntamos a você… Seu site está otimizado para os motores de buscas?

 

Como fazer a otimização de SEO ON-Page?

Agora que sabemos a importância do SEO como estratégia para resultados orgânicos, vamos entender o que é e como funciona a otimização On-Page.

O trabalho de SEO é classificado em duas vertentes fundamentais:

  • On-Page – São técnicas de otimização de tudo o que está dentro do seu site. Apenas você tem o controle dessas mudanças internas e seguir as boas práticas ajuda no posicionamento orgânico.
  • Off-Page – São todos os fatores externos do seu site, que não depende de você. Porém, isso não quer dizer que não seja possível fazer nada, pois existem técnicas para otimização de SEO Off-Page.

Para deixar tudo um pouco mais claro, vamos imaginar um cubo e uma pequena bolinha dentro dele. Tudo o que estiver ao alcance da bolinha é mutável por você mesmo e só você pode fazer com que as pessoas enxerguem seu cubo (On-Page.

E o lado externo? São outros cubos dos quais você não tem controle, ou seja, para otimizar seu espaço será necessário investir em fatores externos (Off-Page)

Vamos entender agora os principais fatores de rankeamento do Google e dicas simples de otimizar seu site para os mecanismos de buscas.

 

Conteúdo e definição de palavras-chave

Um dos principais fatores de rankeamento do Google é a qualidade do conteúdo relacionado à palavras-chave. Estude os termos que têm mais a ver com a sua empresa e passe a criar conteúdos de acordo com o interesse do seu público. Pense em como essas pessoas buscam por informações nos mecanismos de busca.

Os algoritmos do Google irão relacionar a palavra-chave ao seu conteúdo para exibir em seus resultados de pesquisa. Foque em criar conteúdos relevantes e evite repetir palavras-chave, pois isso é pode ser visto como ponto negativo.

Para saber se determinada palavra-chave possui muita busca, utilize o Planejador de Palavras-chave do próprio Google.  

 

A importância do Title SEO

O Title SEO é considerado também um fator importante de rankeamento. A informação que aparece nos resultados dos mecanismos de buscas são definidas a partir dele. O título deve ser objetivo e apresentar a palavra-chave principal trabalhada em seu conteúdo.

Atente-se apenas ao limite de 65 caracteres e seja criativo, pois isso ajuda no CTR (número de cliques que a página recebe).

 

Como otimizar o Meta Description?

O Meta Description está relacionado diretamente ao título, porém não é um dos fatores mais relevantes para rankeamento. Ele é um breve resumo para informar do que se trata o conteúdo da página no Google Snippet (resultados de buscas).

Utilize outras palavra-chave na descrição e atente-se apenas ao limite de até 300 caracteres. Recomendamos ser criativo e explorar a técnica para fazer com que as pessoas tenham interesse em clicar em seu site.

Utilize ferramentas de extensões para analisar como ficará seu Title e Meta Description, como o SERP Preview Tool ou Yoast SEO no WordPress.

 

Uma URL amigável faz toda a diferença

A URL amigável funciona como porta de entrada para a página que deseja otimizar. Pode não ser um fator de rankeamento tão importante, mas entra na listinha de organização e usabilidade de seu site. Ou seja, é uma otimização que faz seu site ganhar pontos com os mecanismos de buscas.

Lembre-se que sua URL deve ser curta e precisa contar ao menos a palavra-chave principal da página. Evite usar números e símbolos para não deixá-la confusa.

Uma dica importante para ajudar a classificar seu conteúdo é criar categorias para seu site. Relacione essas categorias ao conteúdo e deixe apresentável em sua URL.

 

A otimização de imagens também é importante

Otimizar imagens é um fator de rankeamento importante para posicionar seu site. Isso mostra que seu conteúdo está bem estruturado e representativo para os usuários.

Porém, como ensinar o Google ler imagens? Sabemos que ele é um robô… então defina nomes (separados por hífens) e descrições no atributo ALT (texto alternativo) com palavras-chave. Isso pode facilitar a indexação das suas páginas.

 

Seu conteúdo dividido por Heading Tags

As Heading Tags são códigos que organizam os títulos do conteúdo de suas páginas. São classificas do H1 ao H6 e cada uma delas tem um peso diferente – do maior para o menor. Seguir essa estrutura garante uma leitura simplificada aos usuários e ajuda o Google a entender melhor as informações de cada página.

O H1 é o título principal da página e deve conter a palavra-chave foco. Não pode haver outro H1 na estrutura da página. Quanto aos H2, são consideradas complementos que ajudam a compor o conteúdo da página.  

Dica: Use a H3 apenas se for necessário, pois o Google costuma dar maior relevância para a H1 e H2.

 

Os links internos são de extrema importância

Se a sua empresa possui um blog, estude a possibilidade de fazer links internos entre os conteúdos. O Google ama vasculhar outros links em seu site e isso ajudar na otimização SEO On-Page a partir de um trabalho de link building interno.

Os usuários também navegam entre páginas e isso é ótimo, pois é sinal que seus conteúdos são relevantes.  

Dica: Faça backlinks apenas para páginas relevantes do seu site, pois assim será possível dar mais peso a elas.

 

Usabilidade e experiência do usuário para o Google

O Google também avalia a experiência dos usuários que navegam em seu site. Pensar em usabilidade é parte de uma estratégia de Marketing Digital que visa resultados, pois isso reflete em conversações e interações entre páginas. Sem contar que garante que seu site tenha um bom layout para navegação.  

Incentive que o usuário navegue entre as páginas do seu site de maneira simples e intuitiva. Fique atento ao tempo de carregamento e na disposição do conteúdo para que fique fácil encontrar a informação que o usuário busca.

 

Uma breve conclusão sobre otimização On-Page

Viu só como pequenas e simples modificações garantem uma boa otimização de SEO On-Page? Logicamente que existem detalhes que devem ser levados em conta, mas saber que tudo isso está no seu controle muda todo o jogo.

Estamos aqui para ajudar você com dúvidas quanto à otimização de páginas para os mecanismos de buscas. Vamos gostar de compartilhar ideias para pensarmos em estratégias que garantem resultados de forma orgânica. Afinal, o grande plano é fazer com que seu investimento em Marketing Digital seja assertivo.

Leia também: Como subir sua primeira campanha no Google Adwords

– – – – – – – – – – –

Diz aí o que achou deste artigo… Se possível, compartilhe com seus amigos ou liste novas sugestões para gente. Amamos a tecnologia também!

Siga-nos nas redes sociais. 😉