fbpx

Descubra como melhorar a velocidade do WordPress com esse guia definitivo

Saber como melhorar a velocidade WordPress é essencial. Uma das coisas mais desconfortáveis no mundo digital é a lentidão de um site, certo? Nada pior do que acessar um portal e não carregar a página ou uma imagem ficar sem aparecer. Mas, você pode mudar isso. 

Para esse tipo de problema não acontecer com o seu site, descubra 22 macetes para uma página ficar veloz e confortável para o usuário. Vamos lá?

 

Conteúdo:

 

22 dicas simples para melhorar a velocidade do WordPress

Se está no processo de criar um site, essas 22 dicas podem ajudar a equipe de produção tornarem as páginas muito mais velozes e com a menor possibilidade de ficar travando ou apresentando problemas. 

Essas são dicas valiosas e que podem ser o diferencial para o seu negócio ser um sucesso no meio digital.

 

1. Utilizar uma Rede de Entrega de Conteúdo (CDN)

O primeiro passo para tornar o site mais veloz é utilizar um rede de entrega de conteúdo. Isso poderá ser feito se instalar um plugin CDN da Gocache. Ele funciona como um filtro, que deixará apenas visitantes e os mecanismos de busca navegarem pelo seu site, afastando possíveis invasores. Isso evita que requisições subsequentes a objetos e páginas do site. 

Sendo assim, a infraestrutura do site não fica tão pesada e pode aumentar em até 80% a velocidade de abertura da página.

 

2. Utilizar um Cache Plugin

Um site bem produzido chama atenção das pessoas que estão navegando pela internet. Isso vai fazer com que ele tenha mais e mais acessos. Para que servidor memorizar todos os arquivos do seu site e mostrá-los mais rapidamente toda vez que for acessado, utilize plugins de cache. 

Confira alguns plugins que você pode instalar no seu site para funcionar de maneira mais veloz. 

  • WP Fastest Cache 
  • WP Super Cache
  • W3 Total Cache

 

 3. Hospedagem do site

A velocidade de um site irá depender muito de onde irá hospedá-lo. Boas plataformas de hospedagem podem te dar uma grande velocidade, como uma Ferrari. Mas plataformas ruins podem te deixar com uma potência de um carro 1.0. 

Quando for hospedar o seu site, escolha um Host que utilize o Nginx, um servidor leve de HTTP e proxy reverso. Ele é mais leve e consome menos memória que um servidor apache. Logo, deixará a navegabilidade. 

 

4. Otimização SEO On-Page

Um site otimizado torna ele mais visível nos sites de busca. Mas afinal, o que é uma otimização? É fazer uma estrutura organizada de conteúdo no site. Com uma página organizada, ela irá funcionar de maneira mais veloz. 

Para aumentar a performance, procure por temas já otimizados para SEO, como o GeneratePress, OceanWP e Astra.

 

5. Reduza o número de plugins instalados

Tudo em excesso pode fazer mal. Esse é um dito popular que pode ajudar na velocidade do seu site. Alguns plugins podem te ajudar, mas instalar muitos, a navegabilidade pode ser afetada e deixar o site mais lento. 

Sempre que possível, verifique todos os seus plugins e veja se não tem um ou outro afetando na performance do site. Caso esteja, procure um plugin substituto ou considere desativá-lo.

 

6. Plugins para melhorar a velocidade do WordPress

Não há a necessidade de instalar uma tonelada de plugins no seu site. Tenha os certos para fazer com que ele fique mais rápido. Confira quais são as melhores opções de plugin para melhorar a velocidade do seu site. 

  • WP Smush.it 
  • WP Super Minify 

 

7. Como melhorar a velocidade do site em dispositivos móveis?

Com os smartphones dominando o mercado de eletrônicos, ficou muito mais comum as pessoas acessarem sites diretamente no celular ao invés de ligar o computador ou notebook. Então, é necessário pensar em estratégias para deixar o site em dispositivos móveis bem veloz. 

Uma das maneiras de tornar o site rápido no smartphone é escolher fontes e ícones leves e não ter botões robustos do site. Dê prioridade a legibilidade do usuário e peça ao seu designer botões simples e cleans, nada que possa deixar a página mais pesada. 

 

8. Otimize o banco de dados

Textos, imagens, vídeos, infográficos. Esses são só exemplos de conteúdos que um site possui. Cada revisão de conteúdo, ou alteração que tenha feito dentro do WordPress é colocada dentro do banco de dados. E esses arquivos nunca vão ser usados, pois foram alterados. Mas eles acabam ficando por lá.  

Um banco de dados com excesso de conteúdo pode deixar o tráfego no site mais lento e atrapalhar a experiência do usuário. O que pode ser feito para evitar essa situação é otimizar o banco de dados

Dentro do WordPress existe essa opção. É possível selecionar o que pretende limpar do seu banco de dados. Faça uma reunião com a sua equipe e verifique tudo que pode ser jogado fora. 

É muito importante que antes de fazer a otimização, faça um backup dos seus conteúdos, pois essa é uma ação irreversível dentro da plataforma.

 

9. Mantenha o site atualizado

Não é só na questão de conteúdo. Sempre fique atento a novas ferramentas e recursos no mercado, eles podem ajudar no desempenho do seu site. Um plugin mais moderno, uma plataforma de hospedagem ou até uma nova forma de otimização. Fique de olho nas novidades no mercado.

 

10. Instale apenas o que for de maior necessidade

Lembra da dica sobre excesso de plugins? Essa dica é um complemento dela. Instale apenas o que for necessário no site. Evite os excessos. Se precisar de algum tipo de ferramenta para utilizar uma ou duas vezes, desinstale rapidamente. 

Tudo o que não for necessário no seu site pode torná-lo mais lento e de difícil navegabilidade para o usuário.

 

11. Coloque um limite na exibição de artigos por página

Uma pessoa está procurando um artigo para ler. Será muito mais fácil dela decidir ler se tiver poucas opções. Caso uma página apresenta doze opções de artigos, o leitor ficará ainda mais confuso e não vai conseguir decidir qual artigo ler. 

Colocando um limite de exibição de artigos, a página vai ficar mais leve e de mais fácil navegabilidade. Dessa maneira, é possível conduzir o leitor pelo seu site, fazendo ele ficar mais tempo conectado.

 

12. Divida conteúdos muito extensos em páginas

Algumas vezes não é possível evitar: o conteúdo ficará muito extenso, deixando o artigo muito pesado e mais demorado para carregar. Uma maneira de torná-lo mais rápido e transformado esse texto muito longo em uma página. 

Uma página consegue sustentar uma quantidade maior de conteúdo, então, não será um problema se o texto for muito longo. A navegabilidade será muito mais veloz e todo o artigo será carregado mais rapidamente.

 

13. Otimize as imagens e outras mídias do site

Não é apenas o texto que precisa ser otimizado. Imagens, vídeos e infográficos também podem ser. Se o conteúdo escrito e as mídias estiverem otimizadas, toda a sua página irá funcionar de forma mais veloz. 

Mas como otimizar as mídias do site? Há ferramentas e alguns truques que podem fazer esse serviço. 

  • Prefira imagens em WebP
  • Cuidado com a dimensão das imagens
  • Plugins de compressão de imagens, vídeos e outras mídias
    • Lazy Load

 

14. Descarregue mídias e e-mails quando necessário

Um site ou blog que esteja muitos anos no ar possui uma quantidade muito grande de mídias e e-mail acumulados. Isso acaba deixando páginas mais pesadas e mais lentas para carregar. 

Uma alternativa é descarregar esse material antigo e que está deixando o seu site pesado e lento. São arquivos que não vão fazer mais diferença para o futuro do site. Então, descarregue e faça a experiência dos futuros navegantes mais fácil. 

Há algumas ferramentas que podem ser usadas para facilitar o trabalho, como: 

  • Amazon S3
  • Google Cloud Storage

 

15. Minifique CSS, HTML e JavaScript

Códigos, por muitas vezes, são extensos e bastante complexos. Dá um enorme trabalho para fazer. Mas na maioria das vezes, há caracteres que podem ser excluídos e diminuir o tamanho. Fazendo isso, a execução da página pode ser feito de forma mais rápida, tornando a navegabilidade mais ágil. 

Para fazer isso na plataforma WordPress, baixe aplicativos como Better WordPress Minify ou W3 Total Cache.

 

16. Compressão GZIP habilitada

Uma outra maneira de tornar o carregamento de uma página mais rápido é fazer uma compressão GZIP. Ele é usado para compactar e descompactar arquivos HTML, folhas de estilos e arquivos JavaScript. Com esses arquivos em tamanhos menores, o site será carregada mais rapidamente. 

A compressão GZIP pode ser feita através de um plugin no WordPress. O principal deles é o WP Rocket.

 

17. Desabilite Pingbacks e Trackbacks

Por mais comentários possam ser uma excelente maneira de interagir com público, ele também abre as portas para muitos spams. Com o pingback e trackbacks habilitados, sempre haverá notificações de comentários em seu blog. Mas se a notificação for relativa a um spam, outros spams podem aparecer no site. E isso pode afetar diretamente na velocidade do seu site. 

Uma forma disso não acontecer é desabilitando os pingbacks e trackbacks do seu blog. Isso pode ser feito diretamente nas configurações do WordPress.

 

18. Mantenha o MYSQL otimizado

O MYSQL é um sistema gerenciador de banco de dados de código aberto. É importante mantê-lo atualizado, pois o servidor é o responsável por armazenar os dados, responder às requisições, controlar e a consistência dos dados.

 

19. HTTP/2 é indispensável

Se quiser ter um site veloz, não pode abrir mão do HTTP/2. O motivo para ele ser criado já mostra a sua importância: diminuir o tempo de carregamento das páginas web. Uma das maneiras de fazer isso é otimizando da entrega de conteúdo. Além de ser um compressor de cabeçalhos. 

Essa é uma ferramenta indispensável para qualquer site que queria trabalhar de maneira rápida. 

 

20. Ajuste o wp-ajax do WordPress

O wp-ajax é uma excelente ferramenta no WordPress. Graças a ele, é possível é possível fazer um salvamento automático (enquanto produz um texto, tudo é salvo automaticamente), bloqueio de post locking e notificação de login (caso de site colaborativo). 

Caso essa ferramenta seja sobrecarregada, ela pode interferir diretamente no carregamento do site. Plugins são a principal causa dessa sobrecarga. Então, é muito importante estar do olho no wp-ajax e fazendo os ajustes necessários nele, que é dentro do própria plataforma do WordPress.

 

21. Reduza as requisições https

Toda vez que é necessário rendenizar uma página web, é feita uma requisição https. Cada requisição dessa, pode deixar o site mais pesado e mais lento. Para reduzir essas requisições, a principal alternativa é combinar arquivos CSS e JavaScript.

 

22. Desabilite os Hotlinks

Hotlink é tudo o que um site ou blog menos quer. A proteção a esse problema impede que outros sites usem diretamente links para arquivos e fotos em seu site. Caso não tenha essa proteção, o acesso ao seu site pode ficar muito lento e muito pesado. 

 

Configurações ideais para o desempenho do WordPress

Além das dicas citadas nos tópicos anteriores, há algumas maneiras de mudar a velocidade do seu site apenas mexendo nas configurações do WordPress. Fazendo algumas alterações por lá, sem ter que baixar ou instalar nada. 

  • Otimização de Back End
  • Otimização de Front End e serviços externos

 

O que faz o site ficar lento?

Há muitos fatores que podem deixar um site mais lento e com uma resposta longe dos parâmetros ideais. Plugins em excesso e que não estão sendo mais utilizados, acúmulo de artigos em uma mesma página e um site sem otimização são os principais motivos para a navegação ficar bem lenta. 

É necessário sempre estar atento aos detalhes do site. Um pequeno deslize, o site pode ficar pesado e a taxa de rejeição pode aumentar, perdendo rankeamento nos principais sites de busca.

 

Por que é importante otimizar a velocidade do site?

Ninguém gosta de navegar em um site que demora para carregar conteúdos e imagens. As vezes é preciso uma informação rápida, e o site é muito lento. Tudo isso faz com que a imagem da sua marca fique arranhada no mercado e o usuário deixe de acessar o seu portal. 

Otimizar a velocidade do site é extremamente importante para tornar melhor a experiência para o usuário. Ele irá de página em página com uma maior facilidade e as dúvidas deles serão sanadas rapidamente.

 

Como verificar a velocidade do seu site

Há algumas ferramentas da internet que podem ser usadas para verificar qual a velocidade do site. De tempo em tempo, é importante estar verificando, assim, poderá corrigir algum problema rapidamente e sem atrapalhar o desempenho do portal. 

Confira algumas ferramentas que podem ser utilizadas para ver a qual velocidade o seu site está operando.  

  • Google PageSpeed Insights
  • Pingdom Tools

 

Velocidades de SFTP e Painel de Administrador WordPress

O painel de administrador do WordPress é uma das coisas mais importantes do site. É nesta tela que será possível administrar tudo que já tem ou que o site ainda vai ter. 

Uma das maneiras de tornar o painel de administração rápido e eficaz para o site é hospedar o site em um centro de dados próximo de você. Isso não ajudará apenas no painel do WordPress, mas também irá aumentar a velocidade de download e de upload do SFTP. 

Dessa maneira, o trabalho diário que deve ser feito no site será muito mais rápido e eficaz, causando menos transtorno e dores de cabeça. 

 

Serviço de performance para WordPress

Se você possui um site em WordPress e está sentindo a velocidade cair, pode ser que precise de uma equipe para prestar uma consultoria e mostrar quais são as falhas que estão acontecendo. 

A Studio Visual presta esse tipo de serviço e pode analisar como está a performance do seu site e qual o caminho para atingir a maior velocidade possível. O ideal é uma página carregar por completa em até três segundos. Podemos mostrar o caminho para alcançar esse objetivo.

 

Quanto custa para melhorar a velocidade do WordPress?

O valor para melhorar a velocidade de um site WordPress depende muito. O quão lento está o site? Quais as necessidades do portal? São perguntas que precisam ser respondidas antes de definir um preço. 

Entre em contato conosco! Somos especialistas no assunto e vamos te ajudar com as soluções digitais para elevar o nível do seu negócio online.

 

– – – – – – – – – – – 

Diz aí o que achou deste artigo… Se possível, compartilhe com seus amigos ou liste novas sugestões para gente. Amamos a tecnologia também! 

Siga-nos nas redes sociais. 😉 

Leave a Reply